Natal

Natal é momento de celebrar, dar boas mensagens e desejar o melhor a todos. Lembrar do nascimento de Jesus. Não quero ser o chato hoje em ficar questionando se a data 25/12 é realmente quando Jesus nasceu e etc. Porque a celebração também é importante.

E se é feita com amor e as pessoas realmente sentem neste período, mais solidariedade, compaixão pelos próximos e emitem boas energias através de palavras e boas ações… é lógico que o Natal é um momento que deve ser comemorado também.

É hora de refletirmos o que fizemos durante o ano, perdoarmos as pessoas e situações que nos fizeram passar por algumas provas complicadas. Perdoarmos a nós mesmos e principalmente agradecer por tudo. Porque se você está neste momento lendo esta postagem, é porque “conseguiu chegar até aqui”. Acha que é pouco? Podemos fazer mais sim, mas tudo no seu devido tempo.

Este trecho do sermão da montanha do Mestre me consola e traz uma verdade que resolve a vida de qualquer ser humano:

“Portanto eu lhes digo: não se preocupem com suas próprias vidas, quanto ao que comer ou beber; nem com seus próprios corpos, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante do que a comida, e o corpo mais importante do que a roupa? Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas? Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida? Por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem os lírios do campo. Eles não trabalham nem tecem. Contudo, eu lhes digo que nem Salomão, em todo o seu esplendor, vestiu-se como um deles. Se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao fogo, não vestirá muito mais a vocês, homens de pequena fé? Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer? ’ ou ‘que vamos beber? ’ ou ‘que vamos vestir? ’ Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas. Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã se preocupará consigo mesmo. Basta a cada dia o seu próprio mal”.
Há algumas interpretações para “buscar o Reino de Deus”, a que me faz mais sentido é a que encontremos a paz interior primeiro. Porque Deus também está em nós. Não é simplemente uma adoração cega a Deus. O Mestre Jesus nos ensinou a praticar as obras, além da fé. Nós temos que fazer a nossa parte. Em todo o Evangelho, Jesus nos ensina a praticar o amor, o perdão, enfim “as obras”.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s