Eu sou

Morel Felipe Wilkon explicou dentro de uma visão espírita, de abordagem muito espiritualista o sentido de “Eu sou a luz do Mundo” do mestre Jesus. Seu conhecimento do grego, idioma original em que os evangelhos foram escritos ajudam a compreender melhor a bíblia.

O comentário rápido que Wilkon faz do hinduísmo neste vídeo em específico, é esclarecedor para quem tem como base a vida cristã, mas busca a espiritualidade de forma ampla na melhora de si e todos a sua volta. É o meu caso.

Para mim em especial, completou o entendimento que tive de Huberto Rohden no livro “A metafísica do Cristianismo”, numa edição mais recente da Editora Martin Claret. Recomendo a leitura deste.

Sempre acreditei que Deus é grande demais (óbvio!) para ter escolhido somente um povo ou poucos para “merecerem a salvação”. E também sempre acreditei que apenas a adoração, pregada por muitos religiosos não é o caminho para a salvação.

E hoje entendo que a essência do Cristo está não apenas nas religiões ditas “cristãs”. Por exemplo, não estou lembrado agora se o próprio professor Rohden ou Osho, destaca que Mahatma Gandhi foi alguém que seguiu os ensinamentos do Cristo sem precisar se converter ao cristianismo. Entende?

Jesus não se importa se faremos o bem em nome dele. Ele ensinou que façamos o bem sempre. Que amemos uns aos outros como a nós mesmos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s