Criança interior

É importante não deixar a criança interior morrer. O mestre Jesus falava para sermos como as crianças. Mas também disse que não é possível servir ao Pai e a Mamon ao mesmo tempo.

Buda falava em caminho do meio.

É preciso equilíbrio.

Mesmo sabendo disso, me desequilibro de vez em quando, em determinadas situações. Não sou perfeito. Ainda bem. Pois é preciso reconhecer as escorregadas, mas também não viver na culpa.

Porque deixar a criança interior extrapolar o limite, faz de você se tornar infantil, esquecendo-se de obrigações e responsabilidades.

Isso acontece quando estamos nos divertindo, sentindo o prazer de alguma forma. Assistir a um filme, namorar, jogar videogame, etc. são atividades prazerosas, até o trabalho, mas quando praticados em excesso, podem nos tirar de outras atividades também importantes. Dar atenção às demais pessoas importantes em nossas vidas.

Para a criança tudo é possível, sua imaginação é rica. Isso é muito importante preservarmos, porque tudo começa com o pensamento, a imaginação, o sentimento de desejo puro, isso que no futuro se materializa. Tanto para o bem como para o mal, é importante praticar o “orai e vigiai”.

O lado menino vislumbra o infinito das estrelas, e o ancião, os pés no chão. Nem tanto um, nem tanto outro. Caminharei reto como homem. No equilíbrio. Pois a linha que o separa do desequilíbrio pode ser muito tênue. Quando percebi, ultrapassei…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s